A cidade me esconde

A saudade que sinto de você é a coisa mais sem cabimento na minha vida. Nós somos um presente que não aconteceu, sem passado ou esperança de futuro, sem perguntas, sem respostas, sem materialidade. Caminhamos por inúmeras ruas, conversando sei lá o que. Sua companhia era agradável, provocadora, pouco inocente, mas distante.

A culpa não foi só sua, me escondi também nas marcas da cidade; olhei para ela evitando você.

Se hoje sinto sua falta é porque você deve ter sentido a minha naquele momento.

 

Raquel Foresti

obs: desculpem-me pelos erros, mas esse texto foi um cuspe.

Anúncios

4 comentários sobre “A cidade me esconde

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s